Brasil

Amigos fazem vaquinha para levar corpo de enfermeiro morto no DF ao Piauí – Notícias

banner


A família e os amigos de André Lopes de Barros, conhecido como André Sinhá, o técnico de enfermagem encontrado morto no apartamento onde morava, na QNN 7 de Ceilândia, no Distrito Federal, se mobilizam para arrecadar recursos e levar o corpo do jovem para Bom Jesus, no Piauí, cidade de origem do rapaz.


Os familiares não têm dinheiro para o translado. De acordo com os amigos, era desejo de André ser enterrado ao lado da avó. Como o corpo de André já está em estado de decomposição, ele não poderá ser transportado em um caixão de madeira, mas em um de zinco, lacrado, o que é mais caro. O objetivo é juntar R$ 10 mil. Até o momento, 102 apoiadores doaram R$ 5.926,75.


Nesta terça-feira (5), o Coren-DF (Conselho de Enfermagem) publicou uma nota de pesar pela morte do profissional. “Esperamos que o caso seja rapidamente elucidado pelas autoridades e que os responsáveis sejam punidos por este crime, que ceifou a vida de um jovem profissional, que tinha uma vida inteira pela frente”, diz o texto.


O caso


André tinha 25 anos e foi encontrado morto, com sinais de tortura, pela proprietária do imovel onde ele morava, na segunda-feira (4). O corpo estava amarrado em um fio, e o local estava completamente revirado. De acordo com testemunhas, ele foi visto pela última vez na sexta-feira (1º), quando foi a dois bares próximos de seu apartamento. Após esse dia, ele não respondeu mais às mensagens dos amigos.


O jovem não tinha parentes no DF e trabalhava havia um ano e meio no Hospital Santa Marta, em Taguatinga. O caso está sendo investigado como homicídio pela 15ª Delegacia de Polícia.


Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

banner
Botão Voltar ao topo