Mundo

Anthony Fauci contra Anthony Fauci

banner

Considerado um dos principais especialistas em doenças infecciosas, o imunologista Anthony Fauci esteve sob os holofotes durante a pandemia. Conselheiro importante da Casa Branca, o médico virou uma espécie de celebridade mundial, acumulando um poder inimaginável para reis medievais.

Para conter a disseminação da covid-19 nos Estados Unidos, Fauci recomendou ao presidente Joe Biden que impusesse uma série de medidas restritivas e determinasse a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção. Ele rejeita o tratamento precoce para cidadãos recém-infectados pela doença e entende que a vacina é a melhor forma de imunização.

Mas suas recomendações sobre o combate a doenças virais nem sempre foram as mesmas. Antes da pandemia, mais precisamente em 2004, Fauci concedeu uma entrevista ao Washington Journal, do canal C-SPAN, e disse o seguinte: a maneira mais eficiente de imunizar-se contra a gripe é deixar-se infectar.

Confira na íntegra as declarações do imunologista, com a tradução no corpo do texto

— Ela [ouvinte do programa] disse que está gripada há 14 dias. Ela deveria tomar uma vacina contra a gripe?, perguntou o apresentador.

— Não. Se ela pegou gripe por 14 dias, está tão protegida quanto qualquer um poderia estar. Porque a melhor vacina é infectar a si mesmo, respondeu Fauci.

— …

— Se ela realmente está gripada, definitivamente, não precisa de uma vacina contra a gripe. Se ela realmente estiver gripada.

— Ela não deve pegar novamente [a gripe]?

— Não, ela não precisa. A vacina mais potente é infectar-se.

Quem é Antony Fauci

Em artigo publicado na Edição 90 da Revista Oeste, Rodrigo Constantino escreve sobre a carreira do imunologista norte-americano.

Clique aqui para ler o texto completo.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo