Tec & Ciência

Carro autônomo acelera e ‘foge’ ao ser parado pela polícia nos EUA – Notícias

banner


Um vídeo viral mostrou que a vida dos oficias de trânsito vai ficar mais complicada com a popularização dos carros autônomos. Um registro feito em São Francisco mostrou um carro autônomo escapando de um oficial, que o parou para checar os faróis apagadas do veículo. O automóvel só parou na próxima esquina, sem muita perícia.


As imagens mostraram que o policial tentou abrir a porta do carro, sem sucesso. A autoridade caminha de volta para a viatura, provavelmente para planejar como lidar com a situação, e o carro autônomo aproveita para acelerar.


Mas, se as testemunhas da estranha e cômica interação esperavam uma perseguição cinematográfica ou o início de uma revolução de carros autônomos, vão ter que ficar no aguardo.




O carro sem motorista — operado pela Cruise, o braço de veículos autônomos da General Motors — parou logo depois, em uma manobra um tanto desajeitada.



Segundo o site The Verge, a situação já foi corrigida. Aaron Mclear, porta-voz da Cruise, disse ao site que o veículo não deu fuga, e sim procurou um local seguro para estacionar. Da mesma forma, o problema das luzes apagadas foi resolvido e não deve se repetir em outros momentos.


“Trabalhamos em estreita colaboração com a polícia de São Francisco sobre como interagir com nossos veículos, incluindo um número de telefone dedicado para chamados em situações como essa”, disse a empresa em um comunicado.


LEIA TAMBÉM: Polícia de Nova York abandona seu polêmico cão-robô


No Twitter, a Cruise divulgou ainda um vídeo que mostra como um veículo da empresa trafega nas ruas da cidade.




Em São Francisco, a empresa está autorizada a transportar os próprios funcionários em veículos sem motorista desde 2017, das 22h às 6h. Uma autorização adicional de 2020, passou a permitir que os veículos da empresa andem sem motorista de segurança pelas ruas da cidade.



Em 2018, um carro autônomo da Uber atropelou e matou uma ciclista no Arizona, também nos Estados Unidos. As investigações nunca concluíram totalmente se a culpa foi do sistema de direção da Volvo ou da própria Uber, que fez alterações no software.


LEIA ABAIXO: Os carros do futuro que mais chamaram atenção nos últimos anos


Fonte: R7.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo