Automobilismo

Hamilton procura estimular pessoal da aero dos Prateados

Lewis Hamilton- Mercedes 2022

Lewis Hamilton disse que está “perseguindo o pessoal do túnel de vento” para resolver os problemas que afetam o carro da Mercedes e extrair os ganhos que a equipe precisa “agora, e não em duas ou três corridas”.

Em termos de pontos, graças às circunstâncias, a Mercedes desfrutou de um fim de semana produtivo em Melbourne, com George Russell e Hamilton terminando a corrida de domingo em P3 e P4, respectivamente, um resultado que colocou Russell e os Prateados num surpreendente P2 tanto na classificação de pilotos quanto de construtores, apesar do carro ser cerca de 1 segundo por volta mais lento que os Vermelhos e Touros.

E esse défice ficou claro mais uma vez em Melbourne. Por enquanto é a confiabilidade da Mercedes e o erro zero de se deus pilotos que estão colocando os Prateados numa posição acima do que eles tem de desempenho, apesar de Hamilton ter tido problema de aquecimento de UP em sua perseguição a Russell na segunda metade do GP da Austrália.

Embora os engenheiros da Mercedes não estejam poupando esforços para melhorar os problemas do W13, Hamilton quer que os ganhos se materializem já na próxima corrida em Imola, e o britânico está “se esforçando para estimular seu pessoal.”

“Há muito trabalho e haverá muitas ligações, naturalmente”, disse Hamilton.

“Estou em muitas ligações no Zoom com todos os patrocinadores e nossos chefes, realmente tentando reuni-los.”

“Temos algumas melhorias que precisamos fazer. E precisamos do apoio de todos para fazer isso, apenas para garantir que não deixemos pedra sobre pedra.”

“É para garantir que a fome esteja realmente lá e maximizarmos absolutamente tudo em todos os momentos”.

Russell recentemente enfatizou que resolver os problemas do quique do W13 resolveria 99% dos problemas da Mercedes. Hamilton repetiu a opinião de seu companheiro de equipe, ciente dos ganhos que podem ser obtidos ao controlar os saltos de seu carro.

“Estou ‘perseguindo’ nosso pessoal do túnel de vento, os caras da aerodinâmica e olhando para absolutamente todas as áreas”, disse ele. “Há desempenho a ser ganho em áreas que conhecemos.”

“E precisamos disso agora. Não em duas ou três corridas. Todos sabemos como equipe que temos que manter esse incentivo e manter essa energia alta.”

Muitos especialistas já descartaram a Mercedes como candidata ao título deste ano. Mas, por enquanto, Hamilton continua a ver seu copo meio cheio.

“Prefiro ficar otimista”, disse ele. “Faltam 20 corridas.”

“Se você pensar de forma realista, com a forma como o esporte vai em termos de desenvolvimento de todos, as principais equipes geralmente se desenvolvem em um ritmo semelhante. Será esse o caso deste novo carro? Ninguém sabe.”

“Estou realmente esperando que possamos entrar na luta em breve. Mas com todas as melhorias que provavelmente faremos, Ferrari e Red Bull provavelmente darão um passo semelhante, então não será fácil.”

“Sim, a diferença é muito grande agora. Mas há um longo caminho a percorrer.”

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.



Fonte: R7.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo