Esportes

Irvine critica Verstappen e elogia Leclerc

Max Verstappen e Charles Leclerc

Eddie Irvine, ex-piloto da Ferrari, acredita que a “maturidade” de Charles Leclerc vai ajudá-lo a bater a “agressividade” de Max Verstappen em 2022.

“Eu creio que ninguém é mais rápido que Verstappen, mas ele ainda comete muitos erros. Leclerc não faz isso”, declarou Irvine à publicação italiana Gazzetta dello Sport.

Ao ser lembrado que Leclerc cometeu vários erros importantes, como a batida na classificação para o GP de Mônaco de 2021, Irvine disse que não está se referindo a erros de pilotagem, mas sim de quando usar a agressividade.

“Em geral, ter um incidente como aquele na classificação não é tão relevante”, explicou ele. “Verstappen comete o erro de sempre exagerar em termos de agressividade”.

Irvine, que se aposentou da F1 no final da temporada 2002 depois de três anos na equipe Jaguar, considera Leclerc um talento superior a Verstappen.

“Leclerc é muito inteligente, tem personalidade e é maduro”, comentou ele. “De certo modo, Verstappen me parece um pouco mais ‘jovem’ mentalmente, mas ele possui um talento enorme”.

“Leclerc e Verstappen são bastante fortes. (Lewis) Hamilton também é excepcional, apesar de eu não achar que ele tem a mesma velocidade de Verstappen”.

“Max me faz lembrar de (Michael) Schumacher. Ele consegue manter um ótimo ritmo de corrida e ninguém que esteja pilotando o mesmo carro se aproxima dele”.

Apesar de Leclerc estar em uma posição forte depois de três etapas, Irvine acha cedo demais para julgar se a Ferrari pode manter o ritmo em uma temporada tão longa.

“É muito cedo para dizer e a cada ano que passa se torna mais difícil”, disse ele. “Você tem de competir contra Red Bull, Verstappen e Adrian Newey. Isso não é nada fácil”.

A batalha pelo título de 2021 entre Verstappen e Hamilton se tornou cada vez mais amarga ao longo do ano, incluindo batidas em Silverstone e Monza antes de corridas polêmicas no Brasil e Arábia Saudita.

De acordo com Irvine, foi óbvio que Hamilton estava tentando ser mais cauteloso que o holandês até Verstappen ir longe demais.

“Eu acho que Lewis Hamilton pilotou o ano inteiro tentando evitar acidentes”, comentou ele. “No entanto, em certo ponto ele pensou ‘tudo bem, já basta. Agora você vai ver’”.

Irvine revelou que estava torcendo por Hamilton: “Isso quase custou o título a Verstappen porque Lewis o destruiu em Abu Dhabi. É uma pena ele não ter vencido porque merecia”.

 

ATENÇÃO: Comentários com textos ininteligíveis ou que faltem com respeito ao usuário não serão aprovados pelo moderador.



Fonte: R7.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo