Saúde

Mais de dois terços dos africanos podem ter contraído Covid, diz OMS – Notícias


Um estudo da OMS (Organização Mundial da Saúde) afirma que mais de dois terços dos africanos podem ter sido expostos à Covid, ou contraído o vírus, nos últimos dois anos, um número 97 vezes maior que as cifras oficiais de casos reportados.


Os testes de laboratório detectaram 11,5 milhões de casos de Covid-19 e 252 mil mortes no continente africano.


Contudo, o estudo da OMS — que ainda deve ser submetido a revisão — revela que os números oficiais apresentam “provavelmente apenas uma parte da extensão real das infecções por coronavírus na África”.



“Uma nova análise […] revela que o verdadeiro número de infecções é até 97 vezes mais elevado que a cifra de casos confirmados”, disse a diretora para a África da OMS, a botsuana Matshidiso Moeti.


“[O estudo] sugere que mais de dois terços de todos os africanos podem ter sido expostos ao vírus da Covid-19”, acrescentou.


O documento analisa mais de 150 estudos, publicados entre janeiro de 2020 e dezembro do ano passado, e mostra que a exposição ao vírus subiu de apenas 3%, em junho de 2020, para 65%, em setembro de 2021.



“Em termos reais, o estudo supõe que, em setembro de 2021, em vez dos 8,2 milhões de casos informados oficialmente, havia 800 milhões”, afirmou Moeti.


Devido ao acesso limitado a centros de detecção da doença no continente, muitos casos entre os africanos não foram notificados.


Fonte: R7.com

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo