Bairros

Polícia identifica suspeito de homicídio de taxista | Rio de Janeiro


Polícia procura por Carlos Alberto Marinho de Almeida, vulgo Camundongo (foto). Ele é acusado de matar um taxista – Divulgação

Polícia procura por Carlos Alberto Marinho de Almeida, vulgo Camundongo (foto). Ele é acusado de matar um taxista Divulgação

Rio – Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) identificaram Carlos Alberto Marinho de Almeida, conhecido como Camundongo, como o autor do homicídio do taxista Herivelton Figueiredo da Silva, 47 anos. O crime ocorreu na tarde do dia 23 de fevereiro deste ano, em um ponto de táxi clandestino, que funcionava na Rua Carolina Machado, em frente à Estação Ferroviária de Madureira, Zona Norte do Rio.

Segundo as investigações, Camundongo se autointitulava “o dono do ponto” e cobrava o pagamento semanal de R$ 70,00, de cada um dos 15 motoristas que trabalhavam no local. A vítima, no entanto, não concordava com o pagamento e passou a conversar com os outros colegas taxistas a respeito. 

Ao tomar conhecimento de que a vítima estava convencendo seus colegas de trabalho a não repassarem mais a quantia cobrada, Camundongo foi até o local, a bordo de uma motocicleta, e efetuou disparos de arma de fogo que provocaram a morte de Herivelton.

A especializada representou pela prisão temporária de Camundongo junto ao Juízo da 2ª Vara Criminal da comarca da Capital. Atualmente, o acusado se encontra foragido. Denúncias que levem ao paradeiro do procurado podem ser encaminhadas para o WhatsApp oficial da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC), 21- 98596-7493, e/ou para o Disque Denúncia.

Fonte: Internet

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo